Exercícios Freeletics: Squats

squat

O que são squats?

É quando você faz um agachamento, como se quisesse se sentar. Brevemente, isso é tudo que você precisa saber sobre squats. Você se senta e se levanta – repetidas vezes. Você começa em pé, com os pés na linha dos ombros. Então você faz o movimento de agachamento enquanto mantém seu tronco reto, olhando para a frente, mantendo o seu peso nos calcanhares e sem deixar que seus joelhos ultrapassem a linha do pé. O centro de gravidade é, assim, deslocado para a parte traseira do corpo. Alguns se lembrarão dos squats como aquecimento para os joelhos das aulas de educação física. Eles são, no entanto, muito mais do que apenas um exercício de aquecimento!

Quais músuclos estão sendo solicitados durante os squats?

Os squats são conhecidos como exercícios para tonificar os glúteos. E com razão! Não existe quase nenhum outro exercício onde seus glúteos são tão solicitados. A força principal vem dos músculos das nádegas. Dependendo da versão do exercício que você escolher, a parte da frente ou de trás das coxas será mais tensionada. Específicamente, você usa o seu quadríceps, localizado na parte frontal da sua coxa, o músculo responsável pela flexão anterior de perna e os músculos associados do quadril, todos os três músculos glúteos e os músculos das panturrilhas. Mas você sabia que os squats também são ótimos para os seus músculos centrais, como os da região lombar das costas e também o abdômen? Os músculos extensores, tanto laterais quanto os centrais do abdômen, estabilizam o movimento e são trabalhados a cada squat. Isso é particularmente importante quando você considera que acoordenação, a estabilidade e a potência são transferidas para toda a musculatura a partir do centro do corpo.

Squats – queimando gordura e construindo músculos de uma só vez!

Muitas pessoas subestimam os benefícios dos exercícios de perna porque não estão interessados em desenvolver os músculos da metade inferior do corpo, seja como meta de treino ou foco estético. Não importa se você quer construir músculos ou queimar gordura: squats são essenciais! Nossas nádegas e músculos da coxa constituem uma grande parte do nosso volume muscular total. Para a utilização de gordura, isso significa que exercitar essa parte do corpo consome uma quantidade considerável de energia. Para construir músculos, fortalecer esse grupo de músculos implica em uma liberação aumentada de hormônios do crescimento que, por sua vez, é um condutivo de construção muscular.

Os squats são perigosos para os joelhos?

Existe um rumor de que squats não são bons para a articulação do joelho. Existem inúmeros estudos que refutam essa ideia e muitos que a apoiam. O argumento mais frequentemente é de que o joelho, pela sua estrutura, não é adequado para o movimento típico da articulação. No Freeletics, tomamos uma posição muito clara quanto a isso: em nossa vida diária, constante e frequentemente esticamos a articulação do joelho, seja apenas levemente ou provisoriamente, lateralmente ou não, com tronco reto ou curvado. Agachar sem sobrepeso é parte dos movimentos básicos da atividade motora humana. Articulações precisam ser exercitadas para se tornarem fortes e, portanto, estarem protegidas de lesões. Somente assim elas produzirão mais líquido sinovial e melhorarão sua circulação. E não vamos nos esquecer do fator mais importante para a estabilidade de uma articulação que é a musculatura que a rodeia. Preste atenção na quantidade de vezes que você estica e dobra o seu joelho na sua rotina diária.

Squats – a técnica é decisiva!

Assim como em qualquer outro exercício, a técnica é crucial! Ainda que, quando comparados a outros exercícios do Freeletics como os Climbers ou os Kipping Handstand Push ups, os squats sejam menos complexos, quase nenhum outro exercício é feito de forma errada tão frequentemente e isso pode, realmente, levar a lesões sérias da articulação do joelho. Aqueles que tem problemas no joelho – seja anterior, durante o exercício ou desde que começou o Freeletics – devem analisar sua técnica e conversar com um médico.