Adquira o seu Coach

Treinamento de peso corporal e corrida – uma combinação ideal

knowledge bodyweight running1

O  que significa na realidade ser um atleta? Vocês sabem: É uma decisão! A decisão por um objetivo e a decisão de com toda determinação, com toda força de vontade e com total dedicação atingir esse objetivo. Mas como é esse objetivo?

As quatro capacidades atléticas

Nós definimos quatro propriedades, que todo Free Athlete deve formar: velocidade, mobilidade, força e resistência.

Treinar essas  propriedades e constantemente melhorá-as é o objetivo de cada Free Athlete– não apenas um objetivo, porém quatro. Isso inclue também conhecer seus pontos fortes e seus pontos fracos assim como ter a vontade de trabalhar ambos e crescer para além deles. Um atleta livre conhece seu corpo e o que ele está em condição de desempenhar na medida em que se orienta pelos fundamentos do movimento humanos.

O que me traz o Treino com peso corporal?

Treinar com o próprio peso do corpo é o melhor pré-requisito para tanto.

Vocês não são distraídos através de aparelhos ou pesos pesados, porém trabalham apenas com aquilo que a natureza coloca à sua disposição: Seus próprios corpos. Vocês não executam nenhum movimento não-natural, porém apenas aqueles que são criados para o aparato muscular. Não músculos isolados, mas grupos musculares completos e – correntes, os assim chamados circuítos funcionais são treinados. Porque se trata parcialmente de sequências de movimentos complexos, o cérebro e o corpo precisam intimamente trabalhar juntos. A consequência: mais mobilidade, coordenação e destreza, mais inteligência de movimento. Isso significa que uma nova sequência de movimento será aprendida mais rápido. Por um outro lado, a postura, o andar e as ações do dia a dia se tornam mais conscientes e mais seguras.

Em resumo: A percepção do próprio corpo será mais forte. O treino regular com Freeletics os tornam não somente mais fortes e mais resistentes ( tanto na área de força como na do sistema cardiovascular) , mas ele promove além disso também mobilidade, coordenação, estabilidade e equilíbrio. E esses por sua vez são essenciais para que as outras habilidades atléticas possam ser treinadas de forma correta.

O que me traz o Treino de corrida?

O mais intuitivo de todos os movimentos para o homem porém, é sempre ainda a corrida. Quem corre, volta à forma de movimento mais original de todas.

Para alguns de vocês essa citação do atleta Emil Zátopek é seguramente familiar. Isso soa como uma lei natural. E de fato ela é também. Não é por acaso que antropólogos e médicos descrevem o homem como uma “máquina de correr”. Cerca de 70% da musculatura está em ação durante a corrida – te tal forma como quase nunca ocorre em outras sequências de movimento.

Por essa razão, o treino de corrida é um componente fixo de quase toda modalidade de esporte e parte de programas de treinamento. Cada atleta deve primeiramente dispor de uma condição básica, que ele obtém através da corrida, que se alterna entre curtas corridas de velocidade, unidades de percursos médios e longos.

A condição básica é objetivo por si mesmo, porque ela aumenta a capacidade de desempenho e saúde do coração, circulação e pulmões. O treino de corrida contribui para que o volume do coração e a força de propulsão aumentem, para que os vasos sanguíneos se tornem mais elásticos e a capacidade pulmonar seja treinada. Assim todos os órgãos do corpo podem ser melhor supridos com oxigênio e nutrientes, do que a capacidade de desempenho físico e intelectual se beneficia – também durante o repouso. Isso libera a cabeça e estimula a capacidade de pensar. Ainda não se deve esquecer da redução dos hormônios do stress e a liberação dos hormônios da felicidade.

O que traz a combinação?

A combinação de treino de peso corporal training tornam seus músculos ao mesmo tempo mais fortes e mais resistentes, o que por sua vez significa igualmente ser mais atlético. Por que isso não é óbvio, vocês vão saber em breve quando nós nos ocuparmos mais de perto dos tipos de fibras musculares.

O treino de corrida ajuda vocês a executar de forma mais fácil workouts mais intensos, na medida em que a respiração se torna mais controlada e mais efetiva e a musculatura mais irrigada podendo assim se regenerar mais rápidamente. Em resumo: vocês estão mais resistentes – também durante o workout.

Por um outro lado, os workouts com o próprio peso melhoram sua estabilidade, equilíbrio, coordenação e estabilidade ao correr. Impecilhos serão mais facilmente e mais rápidamente afastados, o passo se torna mais seguro. As articulações e tendões serão fortalecidos e capazes de maior desempenho. A cada vez melhora sua técnica de corrida. Como vocês estão vendo existe uma relação mútua protetora e promovedora entre corrida e treino com o peso corporal. Ambos são Freeletics.

Sem desculpas!

As unidades de corridas podem ser executadas em qualquer tempo, a qualquer hora e lugar. O ar fresco e os diversos tipos de solo fortalecem os efeitos acima citados ainda mais.

Não se deixem desencorajar, quando no começo as unidades especialmente longas são difíceis para vocês. Pausas curtas para andar forem importantes e podem mesmo atuar para aumentar o desempenho. Importante é apenas que vocês se mantenham em movimento. Com o passar do tempo elas serão menos frequentes. Vocês conhecem isso do treino Freeletics até aqui. Já depois de poucas unidades a capacidade de desempenho melhora enormemente.

A natureza os dotou com a melhor aparelhagem de treino que existe: seus corpos. Sejam gratos por esse presente e mostrem isso também, na medida em que fazem o melhor disso: velocidade, mobilidade, força e resistência. As quatro propriedades, que fazem de um atleta um Free Athlete. O treino de corrida não é nenhum suplemento para o Freeletics, porém um componente do Freeletics. Ele não é nenhum “plus a mais” (que se pode as vezes deixar de lado), porém imprescindível para uma formação atlética completa, capacidade de desempenho aumentada e uma aparência estética

Se você quer saber mais sobre esse tema, clique aqui y aqui.