“Minha jornada rumo ao pódio.” – A história de Jesse

Header Jesse

A gente não se torna um modelo a ser seguido de graça, temos que conquistar esse posto. E para um pai, ser um modelo é mais importante do que para qualquer outro “cargo”. Quando Jesse Betts, embaixador do Freeletics de 30 anos, do Reino Unido, descobriu que logo se tornaria pai, ele não queria nada além de estar na sua melhor forma, não apenas por si mesmo, mas também pela sua filha. Mas mal sabia ele que a sua jornada no Freeletics apresentaria a ele um novo modo de vida que o mudaria para sempre.

Há 2 anos, minha esposa ficou grávida do nosso primeiro bebê. Eu estava nas nuvens de tanto entusiasmo – eu mal podia esperar para me tornar pai. Infelizmente, a gravidez não saiu como havíamos planejado e perdemos o bebê. Tanto eu como minha esposa ficamos arrasados e foi muito difícil voltar à rotina normal. Particularmente, eu sentia que se tivesse algo para me concentrar poderia ter mais controle num momento difícil como esse e foi aí que descobri o Freeletics.

Naquela época, o Freeletics me ajudou a tirar o pesar da minha mente e me deu algo para me dedicar. Pouco depois de começar a treinar, minha esposa e eu recebemos a ótima notícia que tanto aguardávamos – estavamos grávidos de novo! Foi então que estabeleci um objetivo concreto: queria estar na melhor forma da minha vida quando o nosso bebê nascesse. Eu queria estar em boa forma física para ser uma parte ativa da vida do meu filho, tanto para ter energia suficiente para brincar com ele, como para ser saudável o suficiente e garantir que eu estivesse sempre presente para fazer mais lembranças. Mas, o mais importante, queria que meu futuro filho ou filha se orgulhasse de mim. Que me admirasse e que me visse como um bom exemplo.

No dia 3 de agosto de 2016, minha esposa deu à luz nossa linda bebê, Lily. Este foi sem dúvida o dia mais feliz da minha vida e foi melhorado pelo fato de eu ter conseguido alcançar meu objetivo. Eu estava numa forma incrível e sabia que minha filha cresceria com a figura de um pai forte que a faria se sentir orgulhosa.

Mas não parei por aí. Agora que eu estava na melhor forma da minha vida, decidi dar um passo adiante e comecei a competir em corridas de obstáculos e Spartan Races no Reino Unido e no exterior, para testar o meu condicionamento físico. E não fiquei desapontado! Recentemente ganhei o primeiro lugar no Campeonato Europeu de OCR – algo que antes eu nunca teria imaginado. Devo o meu sucesso ao meu treino com o Freeletics e sou muito grato por ele ter sido a plataforma para que eu me transformasse na minha melhor versão possível. Agora sei que sou capaz de qualquer coisa, desde que eu esteja disposto a trabalhar para conseguir.

O Freeletics transformou totalmente a minha vida e a vida da minha família nos últimos 2 anos. De alguém bastante sedentário e que se exercitava esporadicamente, me tornei uma pessoa que não pode viver sem treinar. O melhor é que o Freeletics me ajudou a alcançar o primeiro objetivo que me propus alcançar – deixar minha pequena orgulhosa. Ao longo do caminho, tive a sorte de desenvolver uma nova paixão pelas corridas de obstáculos, o que ajudou a me motivar para manter o meu treino (e desfrutar dele). Agora, com algo para me concentrar e trabalhar, posso continuar a estabelecer novos objetivos e desafios e me esforçar para me tornar sempre uma versão melhor de mim mesmo.