Adquira o seu Coach

A estória da Vanessa

template header 191

Todo Atleta Livre conhece a Vanessa. Ela vai contra todos os esteriótipos que existem. Chega ao topo da tabela de liderança todos os dias. Por que? Porque ela escreve as próprias regras. Ela sabe o que quer e vai atrás. Isso é o que faz dela uma inspiração e uma verdadeira Atleta Livre. Essa é a estoria por trás do seu sucesso, o que a motiva e o que o futuro reserva para ela.

Olá, Vanessa, para aqueles que não te conhecem tão bem, você pode nos contar há quanto tempo você faz Freeletics?

“Olá! Todos que tem o aplicativo devem me conhecer porque é bem provável que eu apareça bastante no feed! Bom, eu faço Freeletics desde o comecinho. E eu planejo continuar fazendo até o final.”

Se você foi um dos primeiros atletas, o que te motivou a começar?

“Sempre foram as pessoas com quem eu treinava. Eu não fui sempre atlética como eu sou agora, então precisava de uma motivação extra de tempos em tempos. E pra mim essa motivação eram os meus companheiros de treino. Quem sabe se eles não tivessem gritado comigo para que eu continuasse, talvez eu tivesse desistido.”

Com quem você treinava na época?

“Eu costumava treinar com vários caras. Eles me diziam que, se eu fosse um homem, nenhum deles jamais chegaria perto de mim. E, por algum motivo, isso me motivou a treinar mais pesado para que um dia eu realmente chegasse nesse estágio. Eles não me esperavam ou pegavam leve comigo porque eu era uma menina. Na época era realmente muito difícil mas, olhando para trás, agradeço por eles não terem feito isso. Eu com certeza não estaria no nível que estou agora se não fossem por eles. Então obrigada, meninos!”

Freeletics Vanessa

Eles continuam sendo seus colegas de treino atualmente?

“Eu não treino com eles na freqüência com que eu gostaria, mas tudo bem. Eu convenci as minhas amigas a fazer Freeletics também. É diferente de treinar com os meninos mas é legal poder mostrar a elas algimas coisas e ajudá-las caso elas precisem.”

Voltando ao assunto de treinar com homens, você sente como se ser uma menina te colocasse em desvantagem?

“No começo, sim. Eu costumava me frustrar e me sentir bastante intimidada quando eu simplesmente não conseguia chegar no nível deles. Mas o fato é que os homens não construídos para serem mais fortes. É natural. Depois de treinar com meninos por tanto tempo, eu percebi isso. É claro que eu vou tentar desafiá-los o quanto eu conseguir, mas o importante no Freeletics não é sempre ser o mais forte ou mais rápido, e é disso que eu mais gosto. Todos tem as suas razões. Para mim é porque eu amo estar no limite e ir ao extremo, mas se você só quiser ficar em forma, tudo bem também. Cada um deve se focar em si próprio e na sua meta. Nunca enxergue algo como uma desvantagem. Sempre como um desafio.”

Você tem milhões de seguidores no aplicativo. Como é pra você ser essa inspiração?

“Nossa, é maluco ouvir isso. Na maior parte do tempo eu nem me dou conta. Quando eu faço Freeletics, faço para mim mesma. É minha paixão. Mas, depois, quando as pessoas comentam a minha performance eu penso “Caramba! Eu? Sério?” É quando eu percebo que eu faço realmente importa. Então, sim, é um sentimento incrível.”

Que tipo de exemplo você diria que é?

“Hmm essa é uma pergunta difícil. Eu tentão ser um bom exemplo, principalmente para as outras mulheres. Eu mostro para elas que, enquanto você estiver saudável e em forma, tudo é possível. O importante não são as modelos magrelas que vemos nas mídias. Forte é o novo magra! Eu apoio isso 100%! Não significa que todas as meninas tem que seguir o meu caminho. O importante é você estar feliz e saudável.”

Você diria que inspirar os outros é a maior recompensa de ser uma Atleta Livre?

“Com certeza! Mas também olhar para trás e ver o quanto eu mudei. Muitas pessoas podem não acreditar mas eu não era muito saudável quando era nova. Agora eu tenho um novo sentido para a vida. Agora eu sei que eu sou forte o bastante para fazer algo que alguns nem sonham em fazer. E sou boa nisso. O fato de eu poder fazer isso e, ao mesmo tempo, tocar a vida de 1 milhão de outros atletas, eu não tenho palavras para descrever.”

Você está certa. Muitas pessoas provavelmente não acreditam que você já foi uma iniciante. Pareceu impossível para você no começo?

“High jumps. No começo eu costumava dizer que eu não podia fazê-los por ser uma menina (Vanessa ri). Isso era na época que eu costumava arranjar desculpas! Mas, depois de um ano e pouco de treino, eu percebi que poderia fazer muitas coisas que eu nem imaginava fazer antes. Então eu tentei. E, depois de um pouco de treino, eu consegui. Se você realmente quiser fazer algo, você vai conseguir.  Mas somente se você continuar tentando e parar de arranjar desculpas. Se eu nunca tivesse tentado, jamais teria tido sucesso.”

Freeletics jump

E quanto aos seus hábitos alimentares? Você tem algum problema com isso?

“E como! Eu amo comida. Eu costumava comer só por estar entediada. E nem sempre coisas saudáveis. Esse era um péssimo habito e eu acho que muitas pessoas o tem. Mas, quanto mais eu progredia, mais focada me tornava. Controlar a alimentação se tornou muito mais fácil. Agora eu gosto de comer de forma saudável. Então anote: leva um tempo e é questão de se acostumar.”

Então, o que nós provavelmente encontraríamos na sua geladeira? Ou quais ingredientes saudáveis você jura ter?

“Eu amo comer aveia no café da manhã, coalhada de baixo teor calórico como lanche e uma salada no almoço ou no jantar.  Eu gosto bastante de chás verbais como cha marcha ou chá chaga (são muito especiais). Eu adoro fazer o meu próprio chá gelado com hortelã, gengibre e limão e deixá-lo do dia pra noite na geladeira. Eu uso muitas ervas e vegetais e minha refeição preferida é a salda de feijão com tomates secos e queijo feta. Simples e fácil.”

Então, o que te aguarda no futuro? Alguma meta?

“Honestamente, eu só quero continuar melhorando. É sempre possível melhorar a técnica e eu realmente quero continuar me pressionando para ver até onde o meu corpo vai. Eu estou louca para dominar os muscleups. Eu já tenho bastante força, mas para eles eu preciso de uma técnica na qual eu preciso continuar a trabalhar. Fique de olho no meu feed. Eu vou manter vocês informados de como eles estão caminhando.”

Qual o seu workout preferido?

“Helios. Iris. Metis Strength... Ahhh na verdade eu gosto de todos eles. Mas eu teria que dizer que o meu favorito é o Helios.”

Por que?

“Alguns podem achar isso uma loucura, mas ele é o meu favorito porque é realmente desafiador. Não te dá nenhum tempo para descansar. Só um monte de repetições. Então por todo o tempo o seu corpo esta trabalhando no limite. Mas é quando eu me sinto mais feliz. Também é um dos workouts que eu consegui melhorar bastante o meu tempo.”

push-up

No final, é tudo questão de prática?

“Com certeza. Muita prática, muitas manhãs de treino e muitos intervalos não feitos. No começo o meu corpo não estava acostumado. Nenhum corpo está acostumado a fazer 200 burpees se nunca os fez. Mas é tudo questão de trabalho duro e dedicação. Eu continuei pensando nisso, continuei melhorando.”

Isso soa bastante trabalhoso! Nos dê uma idéia da sua rotina de treino.

“Eu amo treinar pela manhã, umas 5 ou 6 vezes por semana. Mas eu sempre tenho o meu descanso. Para mim, é tao importante quanto o alongamento. Eu geralmente treino em grupo. Eu tenho chance de dividir o conhecimento que eu adquiri ao longo do tempo. Isso tudo faz parte da experiência Freeletics.”

Ok, aqui vai uma pergunta para as meninas: com uma rotina de treino tao pesada, você deve ter muitas roupas para treinar. Quais são indispensáveis?

“Um bom top e leggings que não caiam durante o workout. MUITO importantes porque emisso te economiza muito tempo, por não ter que ficar puxando-as para cima. No verão a melhor coisa é um bom short com uma camada interna. E, é claro, o cabelo. Eu sempre checo duas vezes para não ter que parar no meio do treino.”

O que você diria para as pessoas que estão pensando em desistir?

“Se fosse fácil, todos fariam. Lembre-se disso porque é 100% verdade. Nada que valha a pena ter vem sem esforço. Minha jornada não foi fácil. Eu já fui iniciante. No começo eu não conseguia fazer nem 1 pullup. Mas e daí? Não importa quanto tempo leve. Se você continuar, com 100% de certeza você vai chegar lá. Se você desistir, com certeza não vai.”

E pros que estão começando…

“Primeiro, se pergunte o que você realmente quer alcançar e escreva a sua meta antes de começar. É mais fácil trabalhar em alguma coisa da qual você já saiba exatamente qual vai ser o benefício.

No começo é difícil. Para você, para mim, para todo mundo. Isso é Freeletics. Mas o sentimento que vem depois faz tudo valer a pena. Então lembre-se desse sentimento. Tire uma foto sua depois de um workout.  Escreva como você se sentiu. Quando as coisas ficarem difíceis, se agarre naquilo. É aquilo que te aguarda no final. Nunca vai ficar mais fácil. Mas você vai melhorar. Aceite essa oportunidade, se foque e continue. Acredite em mim: é a melhor decisão que você vai tomar na vida.”

hand stand

Ela parece estar em outro nível mas, como qualquer outra pessoa, a Vanessa começou com uma meta e um plano. Como ela chegou onde está hoje? Ela tomou uma decisão e não deixou que nada ficasse no caminho. Tenha ela como um exemplo. Você não tem que ser sempre o mais forte ou mais rápido. Se concentre apenas em ser melhor do que era ontem. Tudo começa quando você toma uma decisão. Você vai ou não vai?