Adquira o seu Coach

Treino e lesão: Como se manter em forma quando não puder treinar

TrainingInjured

Para um Atleta Livre, a dor de não poder treinar é maior do que a dor da própria lesão. Ninguém quer parar de treinar, mas todos querem se recuperar o mais rápido possível. Infelizmente as lesões podem ocorrer. Então o que você deve fazer quando isso acontece? Você se arrisca a treinar um pouco mais leve ou fica parado, de molho?

No nosso especial de 2 partes sobre lesão, quando se trata de treino e nutrição, vamos destacar alguns passos que você pode dar para tornar o seu processo de recuperação o mais rápido e indolor possível. Aqui estão algumas dicas top para manter a musculatura e continuar em forma mesmo quando você estiver lesionado.

Se você não treinar, quer dizer que vai perder seus músculos

Não se desespere. A primeira coisa que você precisa ter em mente é que a memória muscular é fantástica e uma vez que tenha voltado a treinar vai ver isso em primeira mão. Os músculos não esquecem tudo o que aprenderam. É um assunto científico e complexo, mas dito de maneira simples: de um jeito incrível, os seus músculos mantém uma memória de como eram antes de parar. Pode ser que diminuam, mas se você já treinou antes, eles vão recuperar a força e o tamanho muito mais rápido dessa vez. Não se esqueça. É importante que você saiba que um pouco de tempo parado não vai fazer uma grande diferença. Quando você estiver pronto, os seus músculos ainda estarão lá, prontos para voltar ao trabalho.

Se estou lesionado, devo treinar mesmo assim?

Provavelmente é melhor se segurar e não fazer um Helios, Aphrodite ou Bastet, completo. Mas existem outras formas de treino que você pode fazer para manter o seu progresso e conservar seus músculos:

Alongamento

Não subestime o poder do alongamento. Um músculo alongado tem um metabolismo melhor, podendo assim absorver mais nutrientes – é claro que as proteínas estão inclusas – do sangue e se regenerar mais rápido.

E não para por aí, o alongamento também ajuda a desenvolver os músculos. É um jeito relaxante de manter os músculos macios e firmes, mesmo quando eles não estão sendo exercitados.

Mas não espere até que tenha uma lesão para começar a se alongar regularmente. Ao tornar o alongamento uma parte ativa e regular do seu aquecimento, você pode reduzir os riscos de lesão e não ter que passar por isso.

Teine outras partes do corpo, de leve

Se, e apenas se você não estiver com uma dor intensa ou se o seu médico tiver te liberado para atividades, experimente alguns exercícios leves para outras partes do corpo. Apenas certifique-se de que não irá causa dor ou esforço na parte lesionada. Por exemplo, se você lesionou o seu ombro ou alguma parte dos braços, que tal fazer alguns leg levers, lunges ou squats? Ou se lesionou a perna, então pratique umas pullups ou situps. Não precisa ser muito, o pouco que fizer já vale a pena, apenas tenha cautela.

Para evitar riscos sempre consulte seu médico para saber a gravidade da sua lesão. Ele vai te liberar para treinar dependendo da sua condição física e do tipo da lesão.

Nunca, nunca ignore a sua lesão

Ninguém quer estar lesionado. Ninguém quer ficar de molho, e ficar como espectador. Especialmente quando se está perto de conseguir aquele objetivo pelo qual você treinou duro durante tanto tempo. Mas pior que isso é ignorar a sua lesão e torná-la pior, tendo que ficar ainda mais tempo sem treinar.

Não adianta simplesmente desejar que a dor desapareça, porque não vai. Se você sentir a dor da lesão chegando, pare imediatamente o exercício ou até mesmo o treino. Quanto maior o controle que você tiver da lesão, mais rápido poderá voltar aos treinos. O que você acha? Parar por 1 ou 2 semanas por causa de uma lesão leve é muito melhor do que ter que parar por 1 ou 2 meses por causa de uma lesão grave.

Apegue-se firmemente a uma rápida dieta de recuperação

chicken oriental

A nutrição tem um papel fundamental no processo de regeneração. Use-a do jeito certo e essa será a sua arma secreta. Um boa nutrição vai dar ao seu corpo a quantidade necessária de energia que ele precisa para se regenerar e ficar pronto para a ação. Quer saber mais sobre isso? Então aguarde nosso próximo artigo, nele iremos abordar como a nutrição pode te ajudar a se recuperar de uma lesão.

O mais importante de tudo nesse processo é que você não perca a motivação. Sabemos que é uma situação muito difícil. Dói demais saber que outros estão se divertindo enquanto temos que ficar de repouso. É frustrante se olhar no espelho e ficar imaginando quanto progresso poderia ter feito se tivesse treinado essa semana, ou esse mês. Mas não é o fim. Quem sabe se não é esse o jeito do nosso corpo mostrar que ele precisa de um descanso? Preste atenção aos sinais de alerta. Pegue leve. Dê uma pausa. Tenha uma alimentação saudável e ajude o seu corpo rumo à recuperação.

Transforme esse obstáculo em uma oportunidade. Não se apresse e torne esse momento um marco.