Adquira o seu Coach

Superando as desculpas - Por que qualquer um pode se tornar um corredor

Superando as desculpas - Por que qualquer um pode se tornar um corredor

Você acha que não é geneticamente favorecido para ser um corredor? Que não tem tempo, tem medo de que a corrida não corresponda ao seu objetivo ou que interfira em outros métodos de treino? Já te ocorreu que estas são só desculpas? Se você quiser ser um corredor, você será um. É por isso que estamos aqui para te ajudar a superar todos os obstáculos e provar que a única coisa que te impede é você mesmo.

Desculpa nº1: não consigo correr

Correr é um movimento humano natural, se não for o mais original de todos. Somos bípedes e, sendo assim, somos feitos para correr. Não é à toa que os antropólogos e médicos chamem os seres humanos de "máquinas de corrida". Cerca de 70% dos nossos músculos são exercitados durante a corrida. Isso não pode ser alcançado com nenhuma outra seqüência de movimento. Enquanto nossos ancestrais costumavam correr por quilômetros, a maioria de nós passa os dias sentados no escritório. Está na hora de mudar isso e te levar de volta às raízes.

Desculpa nº2: não tenho tempo

Uma semana tem 168 horas. Se você dorme e trabalha 8 horas por dia respectivamente, isso te deixa com 64 horas para outras atividades. Gastar 30 minutos para o seu treino significa que você está usando só 2% do seu dia. É um bom investimento, não? Se você planejar sua semana com antecedência, incluir 3 ou 4 treinos na sua programação não será um problema, especialmente porque alguns dos workouts mais curtos do Freeletics Running podem ser concluídos em cerca de 20 minutos, ou menos. Tente fazer um após o trabalho e evite aquele trânsito de sempre na volta para casa. Se você puder, use seu horário de almoço para uma corrida e depois coma uma refeição preparada antecipadamente. Ou levante-se um pouco mais cedo e percorra alguns quilômetros pela manhã.

Desculpa nº3: vou perder massa muscular

Mas a corrida não é contraproducente quando se trata de ganhar músculos? Isso depende do tipo de fibras musculares que são treinadas, o que, por sua vez, depende da intensidade e duração. Por exemplo, o tiro estimula o crescimento muscular, já que movimentos explosivos no pico do desempenho estimulam a liberação de hormônios de crescimento e impõem exigências extremas às fibras musculares, aumentando o volume muscular. Apesar de corridas de resistência acima de 5 km exigirem mais as fibras musculares vermelhas (fibras de contração lenta), isso não causará muita redução muscular se fontes alternativas de energia estiverem disponíveis. O fator mais importante na construção muscular é sempre uma dieta equilibrada, rica em todos os nutrientes necessários. Além disso, o condicionamento físico e o desempenho atlético geral não deveriam ser mais importantes do que alguns quilos a mais de massa muscular? A gente acha que sim.

Desculpa nº4: é perigoso

Será que correr com regularidade pode danificar as articulações? Na verdade, nenhuma corrida danifica as articulações, até mesmo elas precisam ser treinadas para ficarem melhores e mais fortes. O treino regular é a única maneira pela qual as articulações podem aprender a produzir mais líquido sinovial e melhorar o fluxo sanguíneo. Então, se você já teve dor nas articulações antes, não se preocupe porque essa dor não é resultado de possíveis danos causados pelo treino de corrida. Só se certifique de ir com calma no começo e de prestar atenção aos seus movimentos e à sua técnica. Quanto mais natural o movimento parecer, melhor.