Adquira o seu Coach

Coma, durma e se mantenha em movimento – Recuperação ativa e passiva

Header KC recovering

A gente sabe como é se sentir cansado e dolorido depois de uma sessão de treino intenso. A questão é: qual a melhor forma de se recuperar? Alguns vão dizer que é deitar no sofá e tirar uns dias de folga. Mas, na verdade, a gente tem uma ideia melhor. Quando o desempenho atlético está em jogo, nossas ações podem influenciar a qualidade e a velocidade do processo de recuperação de várias maneiras diferentes. Neste artigo pretendemos revelar a razão por trás da necessidade que seu corpo tem de se recuperar e mostrar a diferença entre os métodos de recuperação ativos e passivos.

O desequilíbrio da homeostase do corpo - compreendendo a necessidade da recuperação

Inicialmente vamos explorar o processo dentro do corpo que nos leva a colocar a recuperação em primeiro lugar. Para que seu treino surta efeito, você precisa desestabilizar a homeostase do seu corpo. Isto significa que durante o treino seu corpo precisa se adaptar a um estímulo externo novo e diferente (estresse). Com isso, a chamada “homeostase” dentro do corpo fica desequilibrada. Caso você não saiba, a homeostase é definida como a manutenção do estado bioquímico dentro do corpo humano. Isto significa que todos os armazenamentos de energia estão completos, há equilíbrio hormonal e assim por diante.

Através de estresse externo (treino) no corpo, ocorrem processos metabólicos degradantes (catabólicos). Com a remodelação da homeostase, através de processos anabolizantes (desenvolvimento), o corpo se adapta especialmente no que se refere à estrutura celular e muscular. Assim, com o treino você sempre vai passar pelas seguintes etapas: estresse sobre o corpo – distúrbio da homeostase – adaptação – aumento do desempenho físico. Através do efeito positivo do treino, a linha de base da homeostase do seu corpo sofre uma mudança e o seu desempenho físico aumenta.

Basicamente, durante o treino, você coloca seu corpo e seu equilíbrio sob estresse para criar um desequilíbrio. Isto leva seu corpo a ter que se adaptar, um processo necessário, a fim de melhorar o seu desempenho atlético.

Recuperação ativa e passiva - melhorando as adaptações do seu corpo

Recuperação é a soma de todas as ações empreendidas para regenerar completamente o corpo que está desconfortável por causa da tensão física e mental. Em cada fase de recuperação acontecem as seguintes adaptações:

  • Reabastecimento dos armazenamentos de energia do corpo
  • Renovação celular, especialmente nos seus músculos
  • Adaptação do sistema neuronal, bem como otimização dos movimentos que são acionados pelo sistema neuronal
  • Adaptação do sistema cardiovascular

Os diferentes métodos de recuperação ativa e passiva podem e devem dar um apoio a estas adaptações .

Métodos passivos podem incluir coisas como um bom sono, uma nutrição correta, métodos fisioterapêuticos (tais como massagem, foam roller) sessões de sauna, banhos quentes e frios e exercícios de relaxamento.

Recuperação ativa geralmente é feita logo depois das sessões de treino (desaquecimento), ou também pode ser um dia cheio de recuperação ativa. Uma desacelerada geralmente consiste em uma corrida leve ou um treino de remada lenta e alongamento estático (máximo de 30 minutos).

Um dia de recuperação ativa pode incluir:

  • exercícios fáceis de baixa intensidade tais como corrida leve, ginástica ou exercícios de mobilidade
  • ciclismo leve, nadar ou outros exercícios aeróbicos leves
  • qualquer tipo de atividade que vai relaxar principalmente os processos cognitivos e mentais, já que não estão relacionados com o seu treino diário real

O objetivo da recuperação ativa é dar apoio ao fluxo sanguíneo e, portanto, melhorar o fornecimento de nutrientes importantes para todo o organismo. Isso fará com que seu organismo se recupere ativamente mais rápido, apoiando a reabilitação da homeostase.

Vamos recapitular

Tanto a recuperação ativa quanto a passiva são cruciais dentro dos ciclos de treino para que haja adaptação a um estímulo externo e para que o seu corpo encontre o equilíbrio novamente. Recomendamos que você sempre desacelere, especialmente depois de um treino de alta intensidade, e também que tenha um dia de recuperação uma ou duas vezes por semana. Isso não só é crucial para a sua saúde e bem-estar, mas também é um fator vital quando se trata de desempenho máximo. #RestToBecomeYourBest #SeRecupereParaSerMelhor