Adquira o seu Coach

O ajuste fino na máquina de maratona

Joshua Mehmet

Os maratonistas não têm dias livres #NoDaysOff. Se você já se perguntou como essas máquinas de corrida não param um minuto sequer e ainda não se lesionam como o resto de nós, a resposta não está só na questão genética e nos regimes de treino, mas nas suas rotinas diárias. Não só os corredores, mas todos os atletas profissionais, estabelecem padrões específicos e desenvolvem hábitos em suas vidas cotidianas.

Um maratonista trata seu corpo como um carro de corrida de Fórmula 1. É uma máquina rápida, projetada para correr. Mas para se manter na pista correndo o mais rápido possível, são necessários procedimentos diários de manutenção.

Os 4 procedimentos secretos a seguir são os que os corredores usam para manter a máquina de maratona lubrificada e ajustada, pronta para correr no dia da corrida:

Eletrólitos

Eis que surge uma pergunta: Com que frequência você consome eletrólitos? Nunca? Antes da corrida? Depois da corrida? Não é raro que os corredores profissionais bebam cerca de 3 litros de água eletrolítica quase todos os dias. Por quê? Durante uma corrida – algo que esses caras costumam fazer – eles perdem eletrólitos através do seu suor – principalmente sódio e potássio. Se seus eletrólitos se desequilibram, o corredor corre o risco de sofrer cãibras e fadiga muscular, bem como rigidez e dor nas articulações. Um consumo adequado de eletrólitos, garante que os tecidos fiquem devidamente hidratados e saudáveis, todos os dias.

Imersão muscular

Para você e eu, um banho é uma maneira de relaxar e soltar a musculatura. Para os maratonistas é tudo isso e muito mais. Adicionar sais e óleos de banho especiais para a sua sessão de imersão, apoia ainda mais o processo de regeneração dos músculos. E, visto que o banho é algo que todos fazemos regularmente, não é preciso quase nenhum esforço adicional para isso fazer parte da rotina. O sal Epsom, por exemplo, é um sulfato de magnésio cristalizado que você pode comprar na maioria das farmácias. Por centenas de anos, foi dissolvido em banhos para aliviar dores. Um banho com sal Epsom é especialmente popular entre os corredores, já que costumam dizer que alivia a dor muscular por excesso de esforço, bem como tensões musculares e tendinite. Embora não haja nenhuma pesquisa mostrando toda essa eficácia, também não há nada para recusá-la. Relaxamento e regeneração: 2 coelhos com uma cajadada.

Compressão

Nós já falamos das roupas de compressão e por que elas são mais do que apenas acessórios esportivos em moda na temporada. Quando se trata de meias de compressão, o investimento dos corredores realmente vale a pena. Não só durante um longo período, mas também em um vôo, uma viagem de carro, uma ida ao supermercado ou um filme à noite, não é raro que um corredor de longa distância use meias de compressão por pelo menos um curto período de tempo por dia. Dizem que este truque simples do dia-a-dia apoia ainda mais a circulação do corpo e os sistemas linfáticos na restauração do tecido trabalhado.

Treinar descalço

Já se argumentou que uma das razões pelas quais muitos dos melhores maratonistas do mundo vêm do Quênia porque lá eles costumam correr descalços – um método que desenvolve bons hábitos. Apesar desta teoria ainda não ter sido comprovada, uma coisa é certa: todos os grandes corredores se esforçam para passar o maior tempo possível caminhando ou correndo descalços. O motivo é que ficar descalço é a posição padrão do seu pé. Isso significa que o pé e, na verdade, o corpo inteiro foi projetado para correr nesta forma plana. Embora não possamos caminhar ou correr descalços nas ruas devido a superfícies irregulares e objetos afiados, os corredores usarão qualquer oportunidade segura para ficarem descalços como forma de fortalecer e mobilizar seus pés, permitindo que eles trabalhem do jeito que deveriam para se tornarem mais fortes.

A melhor coisa sobre esses procedimentos é que você não precisa ser um corredor profissional para que eles possam beneficiar seu desempenho e acelerar sua recuperação. Os sais de banho, as meias de compressão e os eletrólitos são todos baratos e fáceis de usar. A parte mais difícil é colocar o esforço necessário para torná-los parte de sua rotina.

Você quer se tornar um melhor corredor? É necessário mais do que apenas correr. Cuide do seu corpo, defina padrões e mantenha bons hábitos.