Suplementos vs. alimentos: O que é realmente necessário?

Header Copy with logo

Se você está interessado em esportes e nutrição, provavelmente você já deve ter ouvido falar de suplementos dietéticos. Quase qualquer micro ou macronutriente que você precisa está disponível para você em forma de pó ou de cápsulas.

Nos esportes, suplementos alimentares são um tema extremamente quente. E altamente debatido. Desenvolvimento muscular, regeneração e um impulso no desempenho são apenas algumas das vantagens que os fabricantes anunciam. Mas o que exatamente são suplementos alimentares? Eles são realmente necessários? E quais são os alimentos naturais que nos proporcionam essas vantagens? Leia mais para descobrir.

O que são suplementos alimentares?

Como indicado na embalagem, suplementos alimentares servem para complementar a sua nutrição normal. Disponíveis em pó ou em forma de cápsulas, podem conter vitaminas, minerais, aminoácidos, ácidos graxos e fibras também. Os suplementos dietéticos  que apenas consistem de proteína também são encontrados na industria esportiva.

Será que realmente precisamos de suplementos?

As pessoas precisam de micro e macronutrientes como proteínas, vitaminas e minerais para que organismo funcione da melhor maneira. Se seguimos uma dieta saudável e equilibrada, conseguimos tudo de importante que o nosso corpo necessita. Neste caso, tomar suplementos dietéticos não seria necessário.

No entanto, em alguns casos, pode haver um aumento da necessidade de certos macros e micronutrientes que, apesar de uma dieta equilibrada e diversificada, não podem ser consumidos ou só com grande dificuldade. Neste caso, o uso de suplementos dietéticos faz sentido. Um exemplo é o ácido fólico, uma vitamina B que é necessária em quantidades aumentadas antes e durante a gravidez. Suplementos de ácido fólico são recomendados por médicos para proteger o bebê de complicações.

Se você é um atleta, você também pode ter uma maior necessidade de certos nutrientes. Devido à atividade física, você vai precisar mais desses nutrientes que as pessoas que não são tão ativas.

Prós e contras do uso de suplementos alimentares

Suplementos alimentares contêm nutrientes em uma forma altamente concentrada. Portanto a recepção recomendada e as necessidades são supridas muito rapidamente. Tomar suplementos alimentares também pode ter um efeito psicológico e motivador. Mas nem tudo o que brilha é ouro. Os suplementos dietéticos são caros e, se utilizados incorretamente, podem levar a efeitos colaterais. Consumo excessivo de nutrientes individuais pode perturbar o equilíbrio de nutrientes, prejudicando o organismo. Além disso, se baseando apenas na utilização de suplementos alimentares para melhorar o desempenho, existe o risco de que outros fatores importantes sejam negligenciados.

Todos os nutrientes, que os complementos alimentares contêm, também podem ser encontrados em alimentos naturais. Aqui vamos lhe apresentar 3 suplementos dietéticos e mostrar quais os alimentos que você pode escolher em seu lugar.

Ferro

Ferro, um componente dos glóbulos vermelhos, desempenha um papel importante no transporte de oxigênio. Os glóbulos vermelhos são cada vez mais destruídos através da alta tensão mecânica, por exemplo durante o treinamento de alta intensidade. O ferro é um elemento essencial para a criação de novas hemácias. Portanto, você, como um atleta, deve incluir bastante ferro em sua dieta. Mas não necessáriamente através de suplementos.

Os seguintes alimentos contêm ferro: Carne, vegetais de folhas verdes, salsa, lentilhas ou cenouras

Cuidado: Existem substâncias que prejudicam a ingestão de ferro, tais como o ácido oxálico, que é encontrado no espinafre, embora espinafre contém uma grande quantidade de ferro. No entanto, o ácido oxálico impede o organismo de absorver a totalidade dele. Portanto, não é apenas importante que o alimento tenha um alto teor de ferro; a quantidade que o corpo pode efetivamente absorver também é essencial. Em contraste, a vitamina C e ácidos aminados ajudam na ingestão de ferro.

Creatina

A creatina é o suplemento dietético mais conhecido no esporte. Ela é sintetizada no fígado e nos rins através dos ácidos aminados glicina, arginina e metionina. A creatina melhora o desenvolvimento muscular e desempenha um papel particular no nosso corpo, quando é necessário um fornecimento rápido de energia. O corpo é capaz de sintetizar cerca de metade da creatina necessária. A outra metade deve ser ingerida através dos alimentos.

Fontes de creatina: carne (principalmente vermelha, como carne bovina e de cordeiro) e peixe.

Zinco

O zinco, um componente de numerosas enzimas do nosso corpo, é responsável pelo funcionamento do metabolismo celular. Grandes quantidades de zinco são perdidas devido ao aumento da transpiração durante a atividade física.

Veja como você pode atender às suas necessidades de zinco: Queijo Emmental e Edam, aveia, ostras ou sementes de abóbora

Cuidado: Super dosagens em oligoelementos podem levar a sérios efeitos colaterais, tais como náuseas e vômitos. Além disso, existe um risco de deficiência de cobre, uma vez que o zinco se liga ao cobre, impedindo desse modo a sua absorção no organismo.

Suplementação não é um tema fácil. Antes de tomar a decisão de tomá-los, pesquise. Descubra se eles são realmente necessários para você. E lembre-se, todos estes suplementos podem ser encontrados em alimentos naturais. Uma dieta saudável e equilibrada sempre vence.