Adquira o seu Coach

Seleção de baboseiras fitness

v m RIP Nick 16x9.00 00 30 02.Standbild030

Certos dogmas de fitness têm sido martelados por tanto tempo que fica difícil pensar na hipótese de estarem errados. As fake news de fitness estão em toda parte, seja no treino com peso corporal, na corrida ou na musculação. Mas isso vai acabar. Aqui estão cinco mitos fitness desbancados de uma vez por todas.

Mito nº 1: Mais demorado é melhor.

Estudos comprovaram que três sessões HIIT de 27 minutos por semana (totalizando 81 minutos) têm os mesmos benefícios aeróbicos e anaeróbicos que cinco sessões de cardio aeróbico de 60 minutos por semana (total de 300 minutos). Esses benefícios incluem um aumento no metabolismo, mais calorias queimadas e aumento da resistência muscular.

Mito nº 2: Treino com peso corporal não desenvolve músculos.

Usar seu próprio corpo como resistência é um estímulo de sobrecarga para seus músculos, não apenas para ganhar força, mas também massa magra. Formamos músculos quando fazemos mais força do que os músculos estão acostumados e depois descansamos para que possam se adaptar à carga maior. Não importa como essa força é alcançada e, na verdade, seus ombros não saberão a diferença entre Weighted Shoulder Shrugs e Pullups. Então, se alguém tentar lhe dizer isso, não dê atenção: com boa resistência, nutrição e descanso, você pode ganhar massa muscular fazendo exercícios com seu peso corporal.

Mito nº 3: O treino de força não ajuda no desempenho de corrida.

O treino de força pode melhorar o direcionamento neural, levando a ganhos de desempenho através de um aumento na taxa de desenvolvimento de força (TDF). TDF refere-se a quão rápido a força muscular pode ser produzida. A quantidade de força que pode ser produzida durante o início de uma contração muscular pode ter um grande impacto no desempenho.

Por exemplo, durante uma corrida de 100m, os velocistas de elite, em velocidade máxima, gastam menos tempo em contato com o solo em cada batida de pé do que os demais. No entanto, os corredores de elite são mais potentes e produzem maiores forças de reação ao solo com cada pisada. A alta TDF dos corredores de elite permite que eles gerem muita força rapidamente, impulsionando-os para frente com mais rapidez, ou seja, eles correm mais rápido. A TDF e o direcionamento neural podem ser melhorados por um treino de força consistente.

Mito nº 4: Na corrida, só usamos as pernas.

Os músculos do seu abdômen são sua força estabilizadora quando você corre. Eles desempenham um papel importante para te manter na posição ereta e estável durante corridas e tiros curtos. E quanto melhor os músculos do seu abdômen trabalharem, mais tempo você poderá manter um ótimo estilo de corrida. Dedicar tempo durante sua semana de treino para trabalhar em seu abdômen, sem dúvida levará a um aumento no desempenho e na eficiência da corrida.

E tem mais! Apesar do que você possa pensar, na verdade, correr envolve seus braços e ombros. Para entender melhor como os braços são vitais para o equilíbrio durante a corrida, tente correr com as mãos cruzadas atrás das costas. Quanto mais rápido você tentar correr sem usar os braços, mais óbvia será a falta de um efeito estabilizador. Esses músculos só são treinados levemente durante a corrida (eles estão envolvidos, mas não são necessariamente fazem força), por isso não espere ver grandes alterações visuais neles.

Mito nº 5: Situps resultam em abdômen tanquinho.

Acredite ou não, você já tem um abdômen tanquinho. Como? Bem, os músculos abdominais já estão segmentados, mas geralmente estão escondidos sob uma camada de gordura corporal. Portanto, o segredo para ter um abdômen tanquinho visível é ter uma baixa porcentagem de gordura corporal, não necessariamente um abdômen super forte. Apenas o fortalecimento do seu abdômen com os exercícios básicos tradicionais não é suficiente - você também precisa ser magro o suficiente para que o seu abdômen fique visível.

Além disso, sua musculatura abdominal está ligada aos músculos ao redor da espinha, omoplatas, parte inferior das costas e estômago, formando um complexo sistema de sustentação em todo o tronco. Exercícios tradicionais como Situps e Crunches apenas têm como alvo uma seleção limitada desses músculos; você deve ir além se quiser fortalecer o abdômen e os demais músculos a ponto de obter definição muscular em todo o abdômen.

Recapitulando:

Quando se trata de fitness, vale a pena ficar com um pé atrás com certas declarações e conceitos. Uma olhada rápida no que diz a ciência do treino pode facilmente mostrar que nem tudo que você ouve é totalmente verdade.

Comece já sua Training Journey