Adquira o seu Coach

Freeletics Experiência: Historia de Dominik

quote michael 1

Freeletics é duro e você tem que trabalhar pesado para atingir o seu objetivo total. Mas tudo o que você deseja alcançar, você tem que lutar para conseguir Se fosse fácil, não seria Freeletics. Outras pessoas podem dizer que você não vai ter sucesso. Mas você vai ter. você vai Você vai levantar a barra. Você vai empurrar-se para o seu limite, e ainda mais. Outros vão ser inspirados por você. Mas só se você quiser o suficiente.

Depois de um acidente que mudou a vida, os médicos disseram, que Dominik de Ulm, na Alemanha, não seria mais capaz de andar ou usar as mãos como antes. Eles disseram que ele seria muito fraco para praticar esportes novamente. Hoje ele é um Atleta Livre e ele está motivando outros. Essa é a história de sua jornada atlética extraordinária e inspiradora Inspire-se por ele.

Em 19 de junho de 2007, eu estava dirigindo para a escola de arte com a minha moto quando um carro cortou a curva e bateu em mim de frente. Fui arremessado para o ar o que causou grandes danos ao meu corpo. Meu braço quebrou em doze lugares diferentes, lesando nervos sensoriais importantes, ligamentos e meu osso metacarpo. O meu antebraço foi dobrado em um ângulo de 90°. Minha coxa foi atingida também, e um pedaço de osso perfurou a minha pele. Meu quadríceps rasgou acima do meu joelho. Na minha mão direita, meus dedos estavam rasgados até o osso. Minhas cápsulas articulares foram destruídas e os meus tendões rompidos. Isso me deixou com muitos cortes profundos e arranhões por todo o corpo, hematomas, e um choque … tudo que você esperaria, se você fosse atropelado por um carro. Eu permaneci consciente, sangrando e gritando até que o helicóptero médico chegou. Os 15 minutos pareciam uma eternidade. Eu fui levado ao hospital e estava em uma cirurgia de emergência durante 10 horas …

O resultado foi que eu passei dois meses deitado na cama tentando me recuperar. As duas mãos estavam engessadas. Eu não conseguia comer, eu não conseguia me levantar, eu nem segurar um livro. Eu não conseguia nem me lavar ou ir ao banheiro sem alguém para me ajudar. Isso foi o pior. O desamparo. Apreendendo fazer tudo de novo.

dominik

Depois de três meses eu consegui, finalmente, “andar” sem uma cadeira de rodas. Mas não foi realmente andar Apenas três pequenos passos de uma só vez. Eu só conseguia sair da cadeira de rodas para a cama me apoiando com as duas mãos. Os médicos não sabiam. Eles me diziam o que eu não podia fazer e o que eu não deveria fazer. Mas eu tinha que fazer. Com cada um daqueles três passos que eu estava quase no chão. Mas foram três passos. Sozinho Sem muletas Eu quase comecei a bater palmas quando eu já estava deitado na minha cama. Meu companheiro de quarto na reabilitação aplaudiu.

Tive várias cirurgias nos últimos meses e anos e ainda vou precisar de mais uma ou duas no futuro. Eu ainda tenho uma lasca de osso na minha coxa. É por isso que eu odeio tanto squats Eles doem muito, mas eu sei que eles são bons para mim, então eu aguento a dor.

Levou quase um ano até que eu pudesse andar sem mancar. Eu mal conseguia escrever e eu tive que deixar a escola de arte. Minha namorada me deixou, eu perdi meu emprego e minha vida estava em ruínas.

Em seguida, no ano passado, meu pai morreu de câncer. Eu me afogueei em trabalho Eu comia tarde e pouco saudável. No trabalho, eu ficava sentado durante12 horas por dia. Eu estava cronicamente cansado, lento e eu tinha enxaquecas regulares. Tudo atingiu um pico por volta do Ano Novo. Eu estava acabado. Eu não tinha força. Me senti infinitamente perdido.

Então eu decidi mudar tudo. Eu decidi voltar para a academia. Eu comecei a comer saudável e a correr. Eu queria que o meu pai, que era um esportista, tivesse orgulho de mim. Em fevereiro eu vi o vídeo do Levent. Eu o assisti por muitas e muitas vezes E então eu comecei com Freeletics. Meu primeiro workout foi Aphrodite Eu senti como se estivesse morrendo Era uma dor infernal. Mas foi incrível. Simplesmente fantástico Levei 24 minutos e eu fiz isso sem uma estrela, mas eu me senti feliz e vivo.

O treino Freeletics foi mais difícil do que qualquer coisa que eu já tinha feito. Foi ainda mais difícil do que a terapia que eu fiz no hospital. Eu tinha que ter cuidado com muitos dos exercícios por causa das minhas lesões. Meus pulsos foram danificado no acidente. No começo, eu tinha que por uma bandagem nos meus pulsos e usar uma ajuda especial, para fazer pushups. Depois de meio ano de trabalho, eu consegui finalmente realizar os pushups sem ajuda nenhuma. Eu ainda preciso por uma bandagem no meu pulso esquerdo e eu acho que eu vou ter que fazer isso para sempre. Mas tudo bem. Meus joelhos estão danificados também. Squats doem muito e eu não sou capaz de fazer deep squats por causa da dor nos joelhos e a lasca no meu músculo da coxa.

Eu realmente não sei se esse tipo de treinamento foi a melhor coisa a fazer ou a maneira mais segura de treinar. No entanto, eu estava cansado de ouvir as pessoas falarem sobre os meus limites. Então eu decidi definir novos.

Minhas primeiras 15 semanas… Vários workouts … Hell week… Hell days. Era hora de começar um desafio. Repetidamente eu bati meu Personal Best A sensação é incrível e eu me lembro de cada novo recorde como se fosse ontem.

Hoje eu continuo alcançando meus objetivos. Hoje estou super fit. Eu não tenho mais dores de cabeça e me sinto bem. Eu faço Freeletics mas eu também corro meias maratonas e Spartan Races. Na minha última corrida Spartan eu terminei entre os top 15%. Recentemente, alguns amigos e eu redefinimos o Hell Day, fazendo 7 workouts em 24 horas.

Eu também decidi estudar Engenharia Médica, a fim de dar algo de volta. No meu mestrado eu estou ajudando a desenvolver uma melhor mão artificial.

dominik

Pessoal, eu realmente amo o que faço Eu acho que é profundamente extraordinário ver o que os seres humanos são capaz de fazer quando a mente e a força de vontade são fortes o suficiente! Freeletics tem me mostrado como rasgar com limites físicos e mentais. Quero mostrar ao mundo o que eu posso fazer e viver uma vida da qual o meu pai pudesse se orgulhar. Estas são as minhas motivações.

Obrigado a todos e #clapclap

PS: Espero ver alguns de vocês treinando no Massmann Park em Munique em algum momento.

transformation dominik

Você pode passar por um momento difícil em sua vida. Você pode enfrentar as piores condições. Mas nunca desista! Não há uma coisa tal qual “não-poder” Tudo é possível se você trabalhar duro. Pense no Dominik. Ele conseguiu o impossível ao conquistar sua mente. Isso o que faz dele um grande Atleta Livre. Dominik usou Freeletics para colocar a sua vida em ordem. Ele ganhou força. Não só fisicamente, mas também mentalmente. E isso deu-lhe a motivação para continuar. A viagem de mil milhas começa com um único passo e o caminho para o sucesso nunca é fácil. Mas a história de Dominik mostra como vale a pena chegar lá.

Quanto desesperadamente VOCÊ quer isso? Nos queremos ouvir qual é o seu PB e o que você teve que passar para conseguir-lo. Envie sua história para athletes@freeletics.com e motive outros.

follow dominik