O que são os desejos por comida?

Chocolate Header jpeg

Todos nós já experimentamos esses momentos agonizantes de desejo. Mas por quê? O que são e por que são tão difíceis de resistir? Você está prestes a descobrir.

Os desejos por comida e a fome são a mesma coisa?

O maior erro da maioria é não ser capaz de diferenciar a fome dos desejos por comida. Acredite, existe uma grande diferença:

A fome tem um propósito muito simples mas muito importante: adquirir os nutrientes que seu corpo necessita, para transformá-los em energia e manter a máquina funcionando. A sensação de fome é acionada e regulada por mecanismos muito complexos, onde por exemplo, hormônios e o sistema nervoso estão envolvidos. Dito de maneira simples, é como se o seu cérebro fosse um centro de controle, que processa os diferentes tipos de sinais que vem do seu corpo. Hormônios como a insulina estão, por exemplo, envolvidos na regulação da sua ingestão de alimentos. Além disso, os receptores no seu intestino podem avisar ao seu cérebro que ele está vazio e que seria uma boa ideia comer alguma coisa em breve.

Os desejos, por outro lado, são uma simples vontade de comer certos tipos de alimentos, que na maioria dos casos não são saudáveis, carregados de calorias e pobres em nutrientes essenciais. Não seria ótimo se nós tivéssemos desejo de comer brócolis em vez de bolos de chocolate? Agora que sabemos a diferença, a questão é por que temos esses desejos?

Como realmente se desenvolve o desejo por comida?

Muitas vezes os desejos são causados por emoções que cercam o nosso dia a dia tais como tristeza, tédio e estresse. Curiosamente, quando as pessoas ficam emotivas, recorrem a lanches ricos em carboidratos, já que são capazes de aumentar os níveis do nosso  hormônio da felicidade, a serotonina. Dizem que as mulheres tem mais desejos por comida que os homens, por causa das flutuações hormonais durante seu ciclo menstrual, mas isso ainda é apenas uma teoria.

O ambiente à nossa volta também pode acionar diretamente um desejo específico. Por exemplo, apenas a visão ou o cheiro de croissants fresquinhos pode convencer seu cérebro que não há outra opção a não comê-los imediatamente.

Outro ponto importante que pode acionar os desejos por comida é a sua rotina. Se a primeira coisa que faz ao chegar em casa é abrir a geladeira e pegar uma barra de chocolate, isso se torna o seu procedimento padrão. Se acontece de você não ter a barra de chocolate naquele momento, então a sua mente produz um desejo incontrolável.

O sono ruim é outro culpado, às vezes. O responsável por essa situação é o hormônio leptina, que geralmente regula a sensação de saciedade. Ele é produzido ao longo do dia, mas a uma taxa muito maior enquanto você dorme. Se você não está dormindo o tempo suficiente, ou se a qualidade do seu sono é ruim, a liberação de leptina é reduzida o que, por sua vez, reduz automaticamente a sua sensação de saciedade, resultando no aumento dos desejos.

Mais macros e menos desejos.

Também tem a teoria de que a qualidade das suas refeições ou, mais especificamente, a proporção de macronutrientes pode influenciar na sua ingestão de alimentos. Isso significa que você deve dar preferência a certos alimentos e por isso a sua dieta está muito desequilibrada. Portanto, tente seguir uma dieta saudável e equilibrada, mas muitos estudos ainda precisam ser desenvolvidos a cerca desse tema.

Você quer desfrutar de uma alimentação saudável e satisfatória, sem aqueles desejos constantes e nada saudáveis? Descubra o Freeletics Nutrition Coach, e comece a ter uma alimentação saudável.

Clique aqui para aprender sobre como você pode controlar os seus desejos.