Perda de peso – a importância do saldo energético

Weight Loss

O termo “perda de peso” traz à mente diversos conceitos – contar calorias, alimentos com baixo teor de gordura e dietas radicais. Mas o que realmente significa “perder peso” e o que acontece com o seu organismo durante esse processo? O saldo energético é muito importante. Aprenda o que está por trás dele e qual a sua importância para a perda de peso.

O termo “perda de peso” traz à mente diversos conceitos – contar calorias, alimentos com baixo teor de gordura e dietas radicais. Mas o que realmente significa “perder peso” e o que acontece com o seu organismo durante esse processo? O saldo energético é muito importante. Aprenda o que está por trás dele e qual a sua importância para a perda de peso.

Saldo energético – a base de qualquer mudança física

O saldo energético é a diferença entre as suas necessidades energéticas e a sua ingestão calórica, isto é, a diferença entre a energia absorvida e a energia que era realmente necessária. O suprimento de energia é equivalente à ingestão calórica e pode, portanto, ser facilmente determinada se contarmos as calorias. Por outro lado, a necessidade energética diária, também conhecida como taxa metabólica, compreende pontos mais complexos: a taxa metabólica basal e a taxa de conversão energética. Outro componente menos conhecido da demanda energética é a termogênese.

Taxa metabólica basal

A taxa metabólica basal é a quantidade de energia que o organismo precisa – em um estado de completo repouso e com o estômago vazio – para manter as funções fisiológicas, particularmente o metabolismo basal e a temperatura corpórea.
A taxa metabólica basal de um indivíduo é determinada por fatores como gênero, idade, altura, peso, proporção de massa muscular, superfície corpórea e alguns fatores hormonais.

Taxa de conversão energética

A taxa de conversão energética resulta de todas as atividades físicas praticadas como deitar, sentar, ficar em pé, correr, praticar intensa atividade física ou fazer a digestão. A taxa de conversão energética de um indivíduo pode variar muito dependendo do seu nível de atividade. Por exemplo, uma pessoa que está trabalhando em pé e que pratica atividades físicas regularmente terá uma taxa de conversão energética muito maior do que uma pessoa que trabalha sentada e que raramente se move, ou não se move, durante suas atividades de lazer.

Termogênese

A termogênese é o terceiro fator que impacta no consumo calórico. Durante certos processos metabólicos, o excesso de energia é convertido em calor e é, portanto, imediatamente gasto. O grau dessa combustão energética difere de indivíduo para indivíduo. Parte da termogênese também pode ser induzida por certos alimentos: por exemplo, já durante a metabolização, cerca de 30 a 40% da energia proveniente da metabolização das proteínas é liberada para o meio ambiente na forma de calor.

Quando eu perco ou ganho peso?

Em poucas palavras: se a sua ingestão calórica for maior do que a sua necessidade diária, seu saldo energético será positivo – e você ganhará peso. O excesso de energia é armazenado no corpo, principalmente sob a forma de gordura. No entanto, se a sua ingestão energética for menor do que as suas necessidades diárias, seu saldo energético será negativo – e você perderá peso. Nesse caso, o déficit calórico será compensado pelo organismo através da metabolização da gordura armazenada, dos músculos e de outras reservas energéticas.

Como eu atinjo um balanço calórico negativo?

Basicamente, três fatores são importantes para que você atinja um balanço energético negativo e, consequentemente, perca peso: o primeiro deles é diminuir seu suprimento de energia por redução da sua ingestão calórica diária. Dietas drásticas, no entanto, devem ser feitas com muito cuidado porque, com o passar do tempo, o corpo se adapta à deficiência energética e responde a ela com uma redução da taxa metabólica basal que leva o organismo a um estado de economia de energia. Ao invés de adotar uma dieta radical, nós recomendamos uma dieta saudável a longo prazo que forneça ao seu organismo todos os nutrientes de que ele precisa.

Além disso, você também pode aumentar seu consumo de energia, ou seja, aumentar sua taxa de conversão de energia. Você pode fazer isso adotando um estilo de vida mais ativo – se movendo mais no trabalho, na escola ou em casa – ou, naturalmente, praticando esportes. Treinar com o Freeletics Bodyweight, com o Freeletics Running, ou com uma combinação dos dois, é ideal. Um ponto positivo adicional que os treinos frequentes oferecem é o efeito afterburn. Ele faz com que o seu organismo queime uma maior quantidade de energia, não somente durante o esforço, como também durante várias horas após o término do treino.

Treinar de maneira regular também vai afetar seu consumo calórico a longo prazo: como mencionado anteriormente, a proporção de massa muscular influencia significativamente na taxa metabólica basal. Em poucas palavras: aumentar sua quantidade de massa muscular também faz seu corpo queimar mais calorias – mesmo em repouso. Seja com a musculação, com treinos de peso corpóreo ou com corridas, a prática de exercícios físicos vai aumentar sua proporção de massa muscular e, portanto, suas necessidades energéticas.

Importante: Maior quantidade de músculos também implica em mais peso. Se depois dos seus workouts, a balança indicar o mesmo peso ou até um peso maior, mesmo assim pode ser que você tenha perdido gordura.

Para perder peso com sucesso e de maneira sustentada, nós recomendamos que você combine uma ingestão calórica reduzida à prática de esportes. A perda de peso não depende da contabilização precisa das calorias consumidas, mas sim de um estilo de vida consciente e que tenha um propósito e considere os dados descritos aqui no dia-a-dia.