Por que “Inverno” é sinônimo de ganho de peso

Header 3

Seja honesto: Qual é a verdadeira razão por trás dessas roupas largas que você usa durante todo o inverno? É para esquentar mais ou para esconder uns quilinhos extras? Não precisa ter vergonha, você não é o único. Um estudo com 315 pessoas descobriu que eles consumiram uma média de 222 calorias a mais por dia durante o outono e o inverno, em comparação com a primavera. O motivo? Ele vai bem além de todos os cookies.

1º Motivo: Mais gordura = mais calor

Os cientistas acreditam que nossos corpos estão geneticamente predispostos a engordar nesta época do ano – um método de sobrevivência para nos manter aquecidos e para o caso de faltar comida à medida que o inverno piora. É uma desculpa válida? A gente não pensa assim. Atualmente, a temperatura em nosso ambiente é normalmente aquecida e estável. Além disso, você não precisa se preocupar com a falta de comida. A maioria de nós não caça mais as nossas refeições – então, diga ao seu corpo que se acalme e mantenha o controle do quanto você consome.

2º Motivo: Você está ficando desidratado

Acredite ou não, você realmente sua tanto no inverno quanto em outras estações, como o verão ou a primavera. Devido a fatores como o calor seco dos radiadores e todas as camadas extras de roupas, nossos corpos podem facilmente se desidratar. E muitas vezes a resposta do corpo à desidratação é confundida com sensação de fome.

3º Motivo: Você está com TAS

O inverno pode causar mal humor ou ainda mais grave, um transtorno afetivo sazonal (TAS). É um tipo de depressão que geralmente afeta as pessoas durante esse tempo frio, sombrio e desagradável. Os sintomas podem ser uma tristeza profunda, irritabilidade, falta de interesse em atividades sociais, incapacidade de concentração e fadiga extrema. Sabe-se que ele leva a desejos por mais guloseimas com alto teor calórico para fazer você se sentir melhor. p problema é que isso também pode te deixar preguiçoso te levando a negligenciar seu treino.

4º Motivo: Mas é claro que os cookies de Natal ainda tem seu papel

Já mencionamos que o americano mediano ganhará entre 1 ½ a 2 ½ kg do Dia de Ação de Graças até o Ano Novo. É a estação da comida boa e farta e nada é mais difícil do que evitar muitas escolhas não saudáveis ​​- seja no escritório, nas compras de Natal ou na reunião de família. Sabemos que todos esses deleites doces tornam o Natal algo especial, mas ainda assim, não deixe que sejam uma desculpa. Encontre maneiras de contornar seus hábitos de comer demais, adotando guloseimas sem açúcar, escolhendo alimentos saudáveis ​​que possam te saciar poupando o seu sistema digestivo antes de partir para a segunda rodada.

Não se estresse…

Todos adoram o Natal, mas não podemos negar que ele é estressante. Os muitos afazeres e quase nenhum tempo para relaxar fazem do fim de ano uma bomba-relógio. E o stress nunca vem sozinho – comer por impulso acalma nossos nervos e para o tempo por uma fração de segundo. Acionada por suas próprias emoções e aumento dos hormônios do stress, a fome bate forte e, como é inverno, é provável que você coma ainda mais que o normal. Mas não se esqueça que o esporte é a melhor maneira de combater o stress e ficar bem de saúde.