Adquira o seu Coach

Falta reconhecimento?

ANNA copy

Atenção, reconhecimento e fãs não têm lugar quando se busca a liberdade. As pessoas de maior destaque e mais famosas raramente são as mais felizes e com certeza não estão entre as mais livres. Quando nos concentramos na fama, fechamos a porta para a liberdade e nossa vida se resume a ser diversão para os outros. Como tudo que é tentador, se houver moderação a fama pode ser boa; um pouco de atenção pode nos inspirar a aumentar o esforço para agradar quem nos acompanha. Mas, na maioria das vezes, a fama é um prêmio superficial que ameaça controlar e ditar nossas vidas.

Embedded content: https://www.youtube.com/watch?v=dOCc7yU_Pos&feature=youtu.be

A fama é uma amante tentadora. As luxuosas armadilhas do sucesso e do reconhecimento são colocadas à nossa frente como aquilo que deveríamos cobiçar e é difícil sair dessa viagem. Dinheiro e fama são muitas vezes pintados como necessários para a felicidade; somos alimentados com o mito de que seremos livres somente se nos esforçamos para ter fama e dinheiro o suficiente para nos separarmos do mundo.

Vez após vez você pode dizer a si mesmo: "Estou fazendo isso por mim, não é pela fama, nem pela glória ou pela atenção". Mas você realmente acredita nisso? A ideia de um atalho para o sucesso e reconhecimento tem um apelo universal; todos nós gostaríamos de acordar uma manhã e ter até as menores das nossas conquistas elogiadas. Mas a aprovação é como uma droga, podemos rapidamente nos tornar dependentes dela, querendo mais reconhecimento por sucessos que realmente não nos fazem felizes. Essa é a diferença entre motivação extrínseca e a intrínseca. A motivação intrínseca é quando fazemos o que fazemos por amor, para nosso próprio benefício e não para um reconhecimento mais amplo. E como é a motivação extrínseca? É quando treinamos para receber elogios, sucesso e reconhecimento, é quando fazemos algo pela sensação de receber um elogio e não pelo próprio processo, fazemos pela fama. Se fizermos o que fazemos apenas pela fama e reconhecimento, limitamos e restringimos nossa felicidade e nossas vidas. A fama é uma barreira e uma restrição à nossa liberdade. Como todas as drogas, ela promete muito mas entrega muito pouco; um êxtase momentâneo e uma tristeza eterna. Reconhecimento é o que pensamos que queremos, mas com certeza não é o que precisamos.

O treino não só te fortalece em sentido físico, como também em sentido mental. Os desafios que você enfrenta todos os dias em seus treinos fazem com que os imprevistos com os quais você se depara na sua vida pareçam meros solavancos na estrada. Enquanto seus colegas desmoronam diante da adversidade ou do fracasso, você só fica mais forte porque você sabe que a dimensão das falhas depende da importância que você dá a elas. E toda vez que você se pega procurando por aqueles aplausos, rapidamente volta à realidade. O Freeletics lhe dá disciplina, te ensina que o sucesso vem através de trabalho duro e que sonhos baseados em noções superficiais de reconhecimento não levam ao auto-aperfeiçoamento.

Como Atletas Livres, fazemos o que fazemos não pela fama, reconhecimento ou fãs. O único público que precisamos impressionar é a nós mesmos; quando você começa a se apresentar para a multidão, você se curva às suas expectativas e joga fora a sua liberdade. Ter a coragem de virar as costas para o apoio do reconhecimento dos outros é um passo doloroso, mas necessário para libertar-se das restrições dos chamados objetivos inúteis. A fama não tem lugar na vida de quem é livre, está na hora de deixar seus ídolos para trás e se tornar seu próprio ídolo... se você se atrever.

Anna PT