Adquira o seu Coach

É possível correr com perfeição?

Running Tech Launch PH

Existem muitas "técnicas" de corrida, além da impressão de que há um jeito "certo" ou "errado" de correr. A verdade é que a corrida é muito mais complexa do que você pode imaginar.

Simplificando, não há um jeito "certo" de correr. Os corredores devem encontrar um estilo de passada que seja o mais próximo possível da faixa ideal para a técnica de corrida, levando em conta seus fatores individuais, e não devem mudar isso a menos que seja absolutamente necessário. Parte do motivo é que mudar o estilo de corrida é realmente muito difícil, por isso só se deve corrigi-lo quando for necessário.

O básico da técnica de corrida:

Quando se trata de correr, há um conjunto de diretrizes que você deve considerar para melhorar seu desempenho. Correr com a técnica certa pode reduzir o risco de lesões, melhorar a eficiência e aumentar a velocidade.

6 pontos que você deve lembrar na próxima vez que correr:

  1. Sempre faça contato com o chão na borda externa do pé, seja no mediopé (o meio do pé) ou antepé (a frente do pé), isso depende da sua velocidade e do que é natural para você. Geralmente, quanto mais rápido você correr, mais você vai usar o antepé.
  2. O contato inicial nunca deve ser feito no calcanhar, mesmo se você estiver correndo devagar. Esta técnica de calcanhar cria uma maior força de frenagem, reduzindo a energia elástica armazenada nos músculos da perna, levando a mais tempo gasto no chão, um ritmo mais lento e aumento da pressão sobre as articulações do tornozelo, joelho e quadril. Ambos os estilos de corrida com antepé e mediopé reduzem este efeito de travamento e impacto nas articulações.
  3. Depois de ter feito contato com o solo, não levante o pé muito rapidamente. Isso reduz a força que pode ser transferida do corpo, ou seja, sua passada não o levará tão longe. Da mesma forma, ainda que não deva atingir o solo primeiro com o calcanhar, você deve sempre garantir que ele toque o solo para maximizar a força liberada pelos músculos da perna.
  4. À medida que a força é transferida, o apoio deve se deslocar do lado de fora para a borda interna do pé. O dedão do pé deve funcionar como uma âncora para manter o pé em movimento em conjunto (tentar correr sem dedos seria muito mais difícil do que você pensa!).
  5. Procure equilibrar o movimento vertical (salto) e horizontal (comprimento) da passada. Isso resultará em uma extensão ideal do quadril, o que aumentará a força que pode ser transmitida ao solo, tornando sua corrida mais eficiente.
  6. Lembre-se dos seus braços. O ângulo no cotovelo deve ser o menor possível para permitir que os braços se movam rapidamente. Se o ângulo é muito grande, leva mais tempo para os braços se moverem e há uma força rotacional maior para você controlar. Seus braços também não devem cruzar o centro do corpo porque isso cria muita rotação e desperdiça energia.

Lembre-se!

Os calçados que você usa podem ter um impacto considerável na sua técnica de corrida e, muitas vezes, reduzem os efeitos negativos de certos estilos. Por isso, procure usar o tipo certo de tênis para a sua pisada. Considere correr descalço de vez em quando, assim é mais provável que você adote uma passada de antepé ou de mediopé.

É possível mudar seu estilo de corrida?

Mudar o estilo de passada é difícil e envolve a identificação de um diagnóstico específico ou de problema a ser resolvido, que podem ser uma pisada muito forte com o calcanhar, uma passada muito saltitante ou a extensão excessiva do quadril. Uma vez que o problema for identificado, trabalhe em movimentos isolados específicos que sejam opostos a ele. Com o tempo, a sua forma de corrida poderá mudar um pouco.

Recapitulando:

Tanto a corrida com o mediopé ou com o antepé podem ser consideradas técnicas de corrida “corretas”, portanto, você poderá usar a que for da sua preferência. No entanto, geralmente não é aconselhável usar uma técnica de pisada com o calcanhar, pois isso pode causar lesões. Igualmente importante é a capacidade de reconhecer quando sua técnica de corrida pode estar te prejudicando e o que você pode fazer para mudar seu estilo quando necessário.

Comece já sua Training Journey