Adquira o seu Coach

Como a música pode afetar seus treinos?

MUSIC TRAINING

Para a maioria das pessoas, a ideia de treinar em silêncio é inimaginável. Quer você precise de motivação, de inspiração ou de distração, a música pode fazer toda a diferença no seu desempenho nos treinos.

É exatamente o que você precisa para o seu próximo workout? A gente acha que sim. É por isso que fizemos do jeito mais simples e direto possível. O novo recurso Spotify tornará mais fácil para você reproduzir suas músicas direto do seu aplicativo Freeletics, sem ter que alternar entre os aplicativos.

Nesse artigo, o especialista em treinos Florian Nock detalha o que significa ter uma trilha sonora para o seu workout e o que a ciência nos diz sobre os efeitos da música nos treinos.

A música tem um papel em cada uma das partes do treino

Quando você se sente cansado ou desmotivado, a música pode te ajudar a entrar no clima. Diversos estudos realizados com esportistas amadores e profissionais demonstraram que ouvir música antes de fazer exercícios age como um estimulante, aumentando sua confiança e seu fluxo sanguíneo. As pesquisas também mostraram que músicas rápidas em volumes altos podem aumentar até a força da pegada, a resistência muscular e a concentração.

A música também pode ajudar durante o seu aquecimento. Aumentar os BPM da música que você está ouvindo junto com o aumento da sua frequência cardíaca já demonstrou ser um aquecimento mais eficaz do que um aquecimento em silêncio. Para fazer isso, comece com uma música de ritmo médio e aumente gradualmente o ritmo para acompanhar seus batimentos cardíacos.

Ouvir música durante a parte principal do seu workout também pode melhorar o desempenho. Um estudo conduzido com triatletas em esteiras mostrou que a música teve efeitos positivos, desde fisiológicos (nível de lactato, consumo de VO2), psicológicos (RPE) e de desempenho (maior tempo até a exaustão). Entretanto, outros estudos demonstraram que isso depende totalmente do esporte e que, às vezes, a música pode até atrapalhar.

No final, depois do workout, uma música mais calma e lenta pode ajudar a reduzir os níveis de hormônios do estresse, como cortisol e a reduzir a frequência cardíaca. Músicas com ritmos mais lentos também incentivam uma respiração mais lenta, permitindo que o oxigênio chegue com mais eficácia aos músculos.

Adapte sua playlist ao seu workout.

Para uma sessão de cardio que envolva movimentos repetitivos de corrida, remada ou bicicleta, escolha músicas com ritmos constantes e BPM estáveis. Isso ajudará a sincronizar seus ritmos cardíacos e de passada. Estudos demonstraram que quando iniciantes ouvem música, eles conseguem correr mais tempo que iniciantes que correm em silêncio.

Se você estiver fazendo HIIT, músicas com ritmos variáveis são mais eficazes, pois espelham as trocas frequentes entre exercícios, comuns nesse tipo de treino. Já foi comprovado que a troca entre ritmos lentos e rápidos proporciona um aumento de energia por incentivo psicológico.

Como escolher as músicas certas, de acordo com a ciência.

Pesquisadores desenvolveram um instrumento para medir a qualidade motivacional das músicas para os exercícios; ele é chamado de "The Brunel Music Rating Inventory-2" (Registro de Classificação Musical Brunel-2) e ajuda quem treina a escolher a música certa.

De acordo com esse relatório...

  • Músicas com referências diretas a esportes ajudam a aumentar a motivação.
  • Músicas associadas a programas de TV ou filmes podem promover o desejo de fazer atividades físicas.
  • As músicas devem ser vinculadas às suas preferências pessoais. Mesmo se a música tiver o ritmo certo, se não for um gênero que você gosta, ela não terá os efeitos positivos desejados no seu treino.
  • O ritmo da música deve ser vinculado à frequência cardíaca de um exercício. Isso é ainda mais importante quando o treino é HIIT.
  • Relações pessoais com músicas são importantes; se uma música te lembra uma vitória pessoal, ela pode ser aquele pouco a mais de motivação que você precisa.

Recapitulando:

Tocar música durante seu workout não é só diversão; as pesquisas demonstraram que ouvir as músicas certas no momento certo do seu workout podem aumentar a motivação e o desempenho - mas no final das contas, o importante é achar o que funciona melhor para você.