Redefinindo o que é ser forte

Header2 Raphael Wacker Summer 26

Muitas vezes a gente pensa que a ideia de ser forte está relacionada à nossa garra, velocidade ou resistência. A gente pensa que só pode ser considerado forte se correr maratonas, levantar pesos pesados ou se tiver o melhor tempo na lista do Aphrodite. É claro que isso influencia, mas não chega nem perto de explicar completamente esse conceito.

É muito difícil rotular o que é ser forte. O conceito seria basicamente um atleta que treina muito mais que a maioria, com tempos excelentes, difíceis de serem batidos, alguém com muita força, agilidade e resistência, acima da média. E por isso vamos redefinir esse conceito.

Ser forte é ser consistente

A consistência tem um impacto maior do que qualquer outro comportamento. Ela é mais poderosa do que a força e a velocidade e vai te levar mais longe do que a resistência e o talento.

A consistência pertence a poucos. A maioria das pessoas permite que a sua falta de progresso, o medo do fracasso, ou a arrogância adquirida com a conquista de algum sucesso e a ilusão de estar “seguro” afete seu foco em continuar se desafiando. A capacidade de bloquear todo o barulho externo e permanecer se esforçando é a parte principal e isso é consistência. Essa é a verdadeira definição de ser forte.

Ser forte é o que você faz todos os dias

Ser forte não tem a ver com uma única realização. Ser forte é lutar sempre, dando seu máximo todos os dias para alcançar um objetivo. E então, depois que você chegar lá, continuar se esforçando ainda mais.

É se confrontar com várias decisões “menores” todos os dias e escolher a certa. Levantar ou ficar na cama? Beber água ou refrigerante? Sair para uma corrida ou para jantar fora? Usar as escadas ou o elevador? Assistir um filme até tarde ou ir dormir? Decisões que a maioria das pessoas não acha que fazem diferença mas que, na verdade, com o passar do tempo, fazem a diferença.

Ser forte é admitir as fraquezas

O maior equívoco sobre o que é ser forte é que ali não tem espaço para a fraqueza. Isso não é ser forte, isso é se sabotar. A gente já disse que ser forte se resume a ser consistente e a consistência se resume a um desenvolvimento sustentável, que é a capacidade de levar seu corpo ao limite mas também de dar a ele o tempo de descanso que ele precisa para continuar.

Ser forte é passar por um momento de fraqueza no dia a dia e ter a capacidade de não deixá-lo te afetar. E daí que você derrapou na alimentação, fez um treino mais fácil ou não conseguiu aquele PB? Se você for mentalmente forte o suficiente para superar isso, está tudo bem, porque no fim das contas você sabe que amanhã é outro dia… então você é forte!

Fraqueza não é derrota. A fraqueza é aquele momento depois que você deu o seu melhor e exatamente antes de se superar ainda mais. Você quer ser forte? Então, às vezes tem que ser fraco.

Ser forte é um estado de espírito

Por último, ser forte não se resume ao que acontece na academia ou no local de treinos. Não é o resultado de uma competição, de uma comparação ou da sua raça. Ser forte acontece em sua mente. Só você pode determinar o quanto é forte. E se alguém questionar ou duvidar disso, ainda assim você sabe a verdade e, no final, isso é tudo que interessa.

Ao contrário do tempo, do peso ou da distância, ser forte não pode ser medido ou falsificado. É um poder, é uma emoção, um sentimento e uma aura que emanam de você com um esforço contínuo e duradouro, foco e determinação a cada dia. É a vontade de nunca desistir, de aceitar retrocessos, de não se acomodar e, de vez em quando, admitir uma fraqueza. Porque, no fim das contas, você sabe que não está desistindo, mas se preparando para dar ainda mais.

content_tough_20160719_we_fr_bielli_guillaume7

Isso é ser forte.