Ter #MoreSupport ajudou essa bailarina a ficar na ponta dos pés #MaisApoio

Header 3

Charlotte dedicou sua vida a seguir seus sonhos. Um dia normal como bailarina consiste em assumir riscos, enfrentar medos, saltar de grandes alturas e controlar com segurança cada pouso – e isso não é só quando ela está se apresentando no palco. Leia mais para descobrir como o treino do Freeletics deu à Charlotte a força física de uma bailarina. Mas a comunidade Freeletics deu-lhe o apoio e a coragem para se tornar uma.

“Como atriz e dançarina, preciso sair da minha zona de conforto todos os dias. Arrumar coragem para atuar na frente de estranhos é parte do trabalho.“

Só de você olhar para a Charlotte já consegue perceber que ela é uma atleta apaixonada e determinada. Sua motivação é uma força desenvolvida ao longo dos anos para aderir a uma rotina de treino regular e prometer a si mesma nunca desistir.

“O Freeletics me ensinou que tenho que sair da minha zona de conforto para alcançar meus objetivos (não há, literalmente, nenhum jeito de fazer um workout fácil/confortável), por isso ele me ajudou com minha profissão. Com o Freeletics você treina seu instinto humano confortável/conveniente/assustado a se calar. Você aprende a domar aquela voz interior que sempre sussurra ‘não’ ou ‘você não pode fazer isso’ – isso é inestimável para o meu trabalho.”

Além dessa força mental, a incrível habilidade que ela tem para realizar movimentos de dança fisicamente exigentes de uma forma tão graciosa faz com que eles parecem fáceis. Essa é a sua vantagem. Para não ser confundido apenas com o talento, esse nível substancial de condicionamento físico vem de um tronco poderoso, músculos das costas fortes, capacidade pulmonar e força cardíaca.

Mas o que Charlotte mais gosta no Freeletics é o apoio que ela obtém da Comunidade e o fato de poder compartilhar seus problemas e pensamentos com pessoas que a escutam e apoiam. Todo mundo tem aquela pessoa que traz o melhor dela e pra quem eles podem pedir ajuda para tomar as decisões certas na vida. Charlotte não tinha só uma pessoa – ela tinha um grupo inteiro. De Munique a Nova York, a comunidade global do Freeletics sempre esteve pronta para motivá-la e inspirá-la quando se tratava de fazer os movimentos certos.

“Eu me sinto tão sortuda por ter essa rede de relacionamento. Me juntei a um grupo em Munique, na Alemanha, e treinávamos juntos às 7h30 pelo menos três vezes por semana. Este foi provavelmente um dos períodos mais felizes da minha vida. A comunidade em torno do Freeletics continuou a me dar muito. Depois de me mudar para essa cidade grande e assustadora chamada Nova York, onde vivo atualmente, a primeira coisa que fiz foi procurar o grupo local do Freeletics. E os amigos que encontrei através do Freeletics são as pessoas com quem ainda treino hoje em dia e, mais do que isso, são as pessoas com quem eu saio e me divirto. Você automaticamente se torna amigo de qualquer Atleta Livre que conhecer e eu adoro isso.

O condicionamento físico é mais uma questão de força mental do que de força física, mas também é o apoio na forma de uma estrutura e de um senso confiável de realização. Não importa como esteja sendo o meu dia, não importa em que parte do mundo estou, assim que eu termino de treinar me sinto em casa e muito melhor outra vez.”

Se você estiver procurando apoio para a sua jornada, existem milhões de Atletas Livres em todo o mundo aos quais você pode recorrer. O vínculo dentro da Comunidade Freeletics vai além do treino. Trata-se de encontrar pessoas com quem você pode testar o controle, aqueles que te ajudam a desenvolver a coragem que você precisa para desenvolver a si mesmo ou com outros. Dar vida àquela ideia fantástica que mudará tudo. Charlotte encontrou seu apoio na Comunidade Freeletics. Se você estiver querendo tirar mais proveito da vida, também vai conseguir.